fbpx

O quê é Inteligência Artificial? [Definição e Exemplos]

A Inteligência Artificial, tecnologia que imita a inteligência humana

A Inteligência Artificial é a tecnologia que imita a inteligência humana. Por meio de processos de aprendizado, como por exemplo o machine learning, a Inteligência Artificial resolve de problemas ou utiliza dados com a lógica de algoritmos para executar atividades no nosso cotidiano. Assim, a tecnologia da I.A. está presente na nossa vida em diferentes exemplos.

  • O quê é?
  • Os processos de aprendizagem: o machine learning.
  • IA no nosso cotidiano.
  • Exemplos de Inteligência Artificial.

O quê é?

Quando falamos de Inteligência Artificial, em primeiro lugar, remetemos aos robôs do filme do Will Smith, não é mesmo? Mas calma! Vamos te explicar o quê é Inteligência Artificial, então. IA (um apelido carinhoso) nada mais é do que uma tecnologia desenvolvida para que máquinas consigam imitar a inteligência humana. Ou seja, para que consigam pensar.

Os processos de aprendizagem: machine learning

Assim como ocorre com os seres humanos, as máquinas que utilizam IA, ficam inteligentes por meio de processos de aprendizado e treinamento. Esse processo é chamado de machine learning (aprendizado da máquina). Assim sendo, ele consiste na alimentação de dados (chamados também de inputs) que, por sua vez, geram respostas inteligentes (outputs) na forma de resoluções de problema, tomada de decisão ou até a execução de uma tarefa simples.

E como são geradas essas respostas?


Através do famoso software, que é a parte correspondente ao cérebro da máquina.
Como neurônios desse aparato, temos os algoritmos, que são a base da ciência da computação e funcionam na lógica de uma receita, fornecendo o passo a passo para que a máquina consiga executar uma atividade.

Quer dizer que uma máquina conseguiria cozinhar?


Sim! Mas, isso só é possível apenas se a máquina tiver a receita certa (algoritmo) na sua IA. Em uma receita de brigadeiro, por exemplo, a máquina pode detectar se o brigadeiro está no ponto correto ou não, basta que seus algoritmos sejam programados considerando variáveis como:

  • se o brigadeiro não está desgrudando da panela, então, deve permanecer no fogo
  • se o brigadeiro soltar do fundo da panela. Enfim, pode desligar o fogo

IA no nosso cotidiano

Então, percebeu como a Inteligência Artificial não é um bicho de sete cabeças? A IA, na verdade veio para facilitar o dia a dia do ser humano, executando tarefas que um dia foram pensadas apenas para que humanos conseguissem realizar, tal como atendimento ao cliente. Antigamente, apenas pessoas poderiam atender clientes em seus estabelecimento. Atualmente, temos chatbots que desempenham a mesma função de forma automatizada e por 24h ininterruptas.

Exemplos de Inteligência Artificial

Se você ainda não tinha percebido, essa tecnologia está mais presente na sua vida do que imagina. Um caso muito comum de IA, é o reconhecimento facial para desbloquear seu celular e funciona quando seu aparelho reconhece suas feições e sabe que você é você mesmo, assim como uma criança consegue reconhecer quem é seu pai e sua mãe. Igualmente, quando traduz sinais cerebrais em texto!

Ademais, outro exemplo bem corriqueiro é quando o Google “adivinha” o que a gente quer, é até um pouco assustador pensar que o celular está nos ouvindo, né?! Na verdade, isso decorre da análise do seu comportamento de consumo através de suas curtidas, páginas seguidas, sites de pesquisa recorrente. Portanto, esses dados são cruzados e convertidos em um padrão que permite ao Google te sugerir um produto que tem tudo a ver com você!

As coisas que a Inteligência Artificial proporcionam são realmente incríveis! É uma área que tem ganhado muito destaque e incentivo para que cada vez mais possamos automatizar nossas tarefas do dia a dia e assim deixar as máquinas mais inteligentes.

Se você ficou interessado e quer conhecer outras aplicações de IA, então, não deixe de conferir sobre o uso de IA para Análise de Impacto Regulatório.

Compartilhar

Sobre o autor

Letícia Medina

Letícia Medina

Analista de marketing da DataPolicy responsável por estratégia de conteúdo de marketing e marketing digital da startup.