Inteligência Artificial para Analisar o Impacto Regulatório

A tecnologia permeia vários campos conhecidos (ou não) por nós como é o caso do ambiente Regulatório. Com as novas ferramentas de Inteligência artificial para analisar o impacto regulatório é possível antecipá-lo e por conseguinte prever os riscos e tomar decisões mais assertivas.

  • Aplicações de inteligência artificial no dia a dia
  • Impacto regulatório na nossa vida
  • Análise de impacto regulatório com inteligência artificial

Aplicações de inteligência artificial no dia a dia

O uso de Inteligência Artificial é perceptível no nosso cotidiano. Assim como vemos IA nos chatbots que conversam com a gente quando acessamos um site ou aplicativo. Outro caso ocorre também quando desbloqueamos o celular por reconhecimento facial ou quando o Google nos recomenda algum produto de acordo com nossos comportamentos virtuais, por exemplo. 

Muito além de criar robôs, a Inteligência Artificial vem para simplificar atividades do dia a dia e automatizar processos. “Bom, mas isso se aplica apenas para áreas que já lidam com tecnologia. Assim como engenharia, pessoal que trabalha com indústria ou ciência da computação”.

ERRADO! Ela pode adentrar vários locais. E um deles é o âmbito Regulatório com o uso da Inteligência artificial para analisar o impacto regulatório

Impacto regulatório na nossa vida

Todo mundo sabe que fazer análise de impacto regulatório é muito importante, pois as regulações geram impacto direto em nossas vidas. Portanto, ficar por dentro das leis e regulações do país te ajuda a tomar decisões mais assertivas! Além disso, te ajuda a ver riscos que podem prejudicar seu negócio ou mobilização social. Dessa forma, ao ter conhecimento das regulações, você sabe se uma lei aprovada afeta ou não o seu negócio, ou se afeta os interesses de um cliente, por exemplo.

Se você lembra do Marco Regulatório Civil da Internet, então se lembra também da repercussão que essa proposta gerou. Isso ocorreu porque a Internet até então era um “terra sem lei”. Não havia nenhum dispositivo ou instrumento que regulasse seu uso e funcionamento.

Depois de ser aprovada, a proposta definiu direitos, deveres e garantias aos usuários da Internet. A nova decisão, todavia, afetou diretamente as políticas de privacidade de websites e aplicativos, que foram obrigados a garantir sigilo das comunicações privadas e proteção de dados pessoais. 

Todo esse processo alterou a vida e o negócio de várias pessoas e organizações, uma vez que tiveram de atuar conforme a nova lei vigente. Por isso, surge o questionamento: é possível antecipar essas mudanças e manter-se de forma regular? A resposta é sim!

Análise de impacto regulatório com inteligência artificial

Você sabia que Inteligência Artificial e Impacto Regulatório podem andar juntos? Pois bem, a DataPolicy te explica como!

Certamente, para acompanhar as regulações, muitas pessoas utilizam técnicas manuais de pesquisa em sites oficias e de notícias para realizar o Monitoramento Legislativo e Monitoramento Executivo. Todavia, esse processo, além de trabalhoso, pode não ser o mais eficaz, pois os veículos de pesquisa às vezes demoram a atualizar e você pode acabar esquecendo de buscar alguma matéria também.

Além disso, monitorar impactos regulatórios não é uma atividade tão trivial. É preciso ter conhecimento técnico e até mesmo recorrer a ferramentas mais sofisticadas como as que utilizam Inteligência Artificial.

Assim, para tornar a análise de impacto regulatório mais eficaz podemos utilizar a IA como nossa parceira. Hoje em dia, já existem ferramentas que realizam esse monitoramento de forma automática, por exemplo. Com elas não há necessidade de de ficar 2 a 3 horas em frente ao computador lendo aquele pequeno livro – o Diário Oficial da União – ou fazendo buscas em diversos sites.

Além disso, a Inteligência Artificial também consegue prever o impacto que uma lei pode causar. Sobretudo, por meio dos dados coletados, gerando, assim, relatórios automáticos poupando seu tempo para que você possa se preparar melhor para adequar suas ações de compliance e estratégia ao novo cenário.

No Brasil, entretanto, essas ferramentas ainda estão emergindo no mercado a partir das tecnologias criadas dentro das RegTechs – startups que criam soluções tecnológicas voltadas para regulações. E esse setor carece de investimentos e há um vasto campo a ser descoberto.

Para conhecer ferramentas como essas, acesse a DataPolicy e descubra como realizar sua Gestão de Risco Regulatório.

Quer saber mais sobre inteligência artificial?

Compartilhar

Sobre o autor

Letícia Medina

Letícia Medina

Analista de marketing da DataPolicy responsável por estratégia de conteúdo de marketing e marketing digital da startup.